SQLSat 325 – São Paulo

Publicado: 17 de junho de 2014 em SharePoint, Virtual PASS BR
Tags:

Fala galera,

Como muitos devem saber, em setembro teremos mais um evento do SAT. Desta vez, em São Paulo, organizado pelo nosso amigo Diego Nogare. Mais informações sobre o evento você encontra aqui.

Eu submeti duas palestras que possuem foco em SharePoint + SQL Server. Segue a descrição abaixo:

 

Front-End de BI da Microsoft no SQL Server 2014 e SharePoint 2013

Esta sessão visa mostrar as ferramentas front-end do pacote de BI da Microsoft, com foco no SharePoint 2013. Apresentando cada uma das ferramentas, bem como, seus prós e contras em cada tipo de projeto. O conhecimento das ferramentas disponíveis vai lhe ajudar no processo de avaliação e escolha da ferramenta que será usada para exibir os dados do BI, seja de um CUBO OLAP, OLTP ou TABULAR.

Melhores práticas performance: SQL Server x SharePoint

Nesta sessão será abordado: estrutura de armazenamento do SharePoint em tabelas, Armazenamento de BLOBs em FileStream usando RBS no SharePoint, melhores práticas na distribuição dos databases em site collections, eliminação dos GUIDs nos nomes dos databases, índices no SharePoint, performance na criação de listas do SharePoint usando tabelas do SQL Server e um bate papo sobre demais considerações de performance entre SharePoint e SQL Server.

 

Na primeira sessão a idéia é mostrar todas as ferramentas de Front-End da Microsoft disponíveis no SharePoint. Não iremos abordar como usar nem como configurar e sim quando usar cada uma, bem como, as limitações e projetos indicados.

Já na segunda sessão, iremos mostrar algumas boas práticas de performance no SQL Server e SharePoint. Mostraremos a funcionalidade conhecida no SharePoint como RBS. Esta funcionalidade permite que você especifique no SharePoint quais arquivos serão salvos no disco ( usando FileStream ) ou no database, de acordo com o tamanho do mesmo.

Por exemplo, é possível configurar o SharePoint de forma que arquivos maiores que 2MB sejam armazenados em disco usando filestream e os arquivos menores sejam armazenados no database SQL Server.

Espero que ao menos uma seja aprovada. Nos encontramos lá.

Abraço,

Demétrio Silva

Anúncios
comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s