Arquivo da categoria ‘SQL Server’

Prepare-se para o SQL Saturday São Paulo 2016

SQLSaturday São Paulo #570

SQLSaturday é um evento de capacitação para profissionais de SQL Server, Business Intelligence e aqueles que querem aprender sobre o universo da Plataforma de dados da Microsoft. Este evento será realizado em 08 de Outubro de 2016, na UNIP Tatuapé, Rua Antônio Macedo, 505 – Parque São Jorge, Tatuapé – São Paulo – SP, São Paulo, 03087-040, Brasil.

A entrada ao evento é gratuita, todos os custos são cobertos por doações e patrocínios. Os lugares são limitados, registre-se para garantir sua vaga, e compartilhe com os outros para que todos possam comparecer.

Opcionalmente será servido um LunchBox, tem o custo de US10.00 (R$35,00). Este é opcional, e não tem relação direta com sua inscrição

Inscreva-se agora!

Abraço,

Demétrio Silva

É com muita satisfação que estou escrevendo este post para divulgar o lançamento do nosso novo livro sobre SQL Server. A idéia nasceu através de um grupo da comunidade técnica SQL Server chamado SQL Friends, veja o Volume 1 aqui.

“O segundo volume da série “SQL Server Além do Conceito” traz agora um conjunto multidisciplinar de capítulos originais, escritos exclusivamente para esta obra. Mais uma vez um grupo de profissionais de diversas áreas do SQL Server se juntaram e escreveram capítulos em suas áreas de domínio. Baixe agora sua cópia e mergulhe no mundo a partir da visão destes autores que dedicaram seu tempo para escrever sobre Administração, Desenvovimento e Business Intelligence.”

Capa_livro

Abaixo, parte da INTRODUÇÃO do nosso livro, para uma degustação:

Estar envolvido em uma comunidade é sempre mais importante e proveitoso de que viver de um modo isolado, seja nos âmbitos pessoais, profissionais e quaisquer outros. A comunidade técnica de profissionais que trabalham com produtos e ferramentas ligados à Plataforma de Dados da Microsoft é bem atuante e unida, isso faz com que muito conteúdo seja gerado, seja com vídeos, eventos, palestras, entrevistas e postagens em blogs. O segundo volume da série “SQL Server Além do Conceito” traz agora um conjunto multidisciplinar de capítulos originais, escritos exclusivamente para esta obra. Mais uma vez um grupo de profissionais de diversas áreas do SQL Server se juntaram e escreveram capítulos em suas áreas de domínio. Baixe agora sua cópia e mergulhe no mundo a partir da visão destes autores que dedicaram seu tempo para escrever sobre Administração, Desenvovimento e Business Intelligence.

Um ponto importante a ser mencionado, este trabalho por ser voluntário e não ter um cunho com fins financeiros, teve uma tratativa diferente mas não menos cuidadosa com relação à um livro ordinário. Cada autor é o responsável direto pelo que escreveu e publicou na coletânea, mas todos estão juntos para proporcionar e compartilhar o conhecimento que adquiriram ao longo de vários anos de experiência.
Aproveite bem, e quaisquer necessidades de contato, não hesite em nos enviar uma mensagem sqlalemdoconceito@outlook.com.

Boa Leitura,

Diego Nogare
http://www.diegonogare.net/

Edvaldo Castro
http://edvaldocastro.com/

Demétrio Silva
https://demetriosilva.wordpress.com/

A Amazon não permite colocar um livro gratuitamente para sempre. Uma opção seria deixá-lo gratuito por 5 dias a cada 90 dias, porém, isso nos proibiria de publicá-lo em outro local. Sendo assim, decidimos publicar na Amazon com o menor valor possível ($1,99) e o valor arrecadado ( se houver ) será usado para bancar parte do jantar dos palestrantes no SQL SATURDAY SP.

Opcionalmente, vocês podem baixar o pdf do livro no link abaixo ou no blog dos demais autores.

Link OneDrive
https://onedrive.live.com/redir?resid=1D50CF1AC3A02CDE!2391&authkey=!AP7oNS8pNKCZDQk&ithint=file%2cpdf

Link Amazon
https://www.amazon.com.br/Server-Al%C3%A9m-Conceito-Dem%C3%A9trio-Silva-ebook/dp/B01FVH1F3C/ref=sr_1_10?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1463661689&sr=1-10&keywords=sql+server

Amazon

Link Saraiva
http://www.saraiva.com.br/sql-server-alem-do-conceito-9342940.html?sku=9342940&force_redirect=1

sara

Meu capítulo do livro foi sobre como criar Dashboards usando o Power BI, espero que gostem.

Um abraço e até a próxima edição,

Demétrio Silva

Olá pessoal,

A dica de hoje é simples e prática: como usar o Power BI Desktop para acessar o SQL Server on-premises?

Bom, antes de tudo iremos instalar o Power BI Desktop. Para isso, acesse o site https://powerbi.microsoft.com/pt-br/ e no canto superior direito selecione Produtos -> Power BI Desktop

clip_image001

Clique em “Opções avançadas de download” para selecionar o idioma e plataforma.

clip_image003

Selecione o idioma “Português do Brasil” e clique em download.

clip_image005

Na tela a seguir selecione a plataforma, caso use Windows X64 ( o que é bem provável ), selecione a opção abaixo, senão, marque a outra:

clip_image007

Execute o arquivo baixado e siga os pasos abaixo para realizar a instalação:

image

image

image

image

image

Neste momento o Power BI Desktop será aberto.

Feche a tela de boas vindas e clique em Obter Dados –> SQL Server

image

Informe a instância SQL Server e o nome do banco de dados. Opcionalmente você pode escrever uma consulta SQL, porém, para o nosso caso, irei especificar quais tabelas quero importar. Clique em OK.

image

Selecione as tabelas / views desejadas conforme abaixo e clique em “Carregar”. Opcionalmente você pode clicar em Editar e selecionar apenas algumas colunas, filtrar os dados, etc.

image

Basicamente, existem duas formas de acessar os dados no Power BI Desktop:

1 – Importar: importa os dados para o Data Model do Power BI Desktop. Trabalha desconectado e requer atualização dos dados de forma manual.

2 – DirectQuery: acessa os dados conforme execução/criação dos relatórios. Não faz importação e trabalha de forma conectada e os dados sempre estão atualizados.

Deixe a opção “Importar” marcada e clique em “OK”.

image

Pronto. Neste ponto nós já temos os dados importados. Iremos agora criar um gráfico com as informações dos pedidos.

Adicione um gráfico de barras conforme abaixo:

image

Na tabela Pedidos clique na coluna “NúmeroDoPedido”.

image

Note que oi Power BI criou um gráfico do tipo barra e colocou o campo “NúmeroDoPedido” como Valor do gráfico. A operação usada foi Soma. Iremos agora alterar para contagem, pois queremos contar quantos pedidos cada Funcionário fez. Para isso, na coluna Valor (NúmeroDoPedido), clique na seta ao lado e marque a opção Contagem (distinto).

image

Agora vá na tabela Funcionários e arraste o campo nome para a propriedade Eixo do gráfico conforme abaixo:

image

Redimensione o relatório e pronto. Você já tem seu primeiro gráfico no Power BI Desktop.

image

Com isso finalizamos o primeiro de uma série de artigos sobre Power BI. Fique ligado no blog.

Abraço,

Demétrio Silva

Olá pessoal, post rápido apenas para falar que o SQL Server Developer Edition agora é Free. Isso mesmo, totalmente gratuito e oferecido como uma das ferramentas do Visual Studio Dev Essentials.

Segue também o anúncio oficial: https://blogs.technet.microsoft.com/dataplatforminsider/2016/03/31/microsoft-sql-server-developer-edition-is-now-free.

Abraço,

Demétrio Silva

Para quem ainda não viu, em breve teremos o SQL Server rodando no Linux. Veja mais aqui:

https://blogs.microsoft.com/blog/2016/03/07/announcing-sql-server-on-linux/

[Update]
Segue link para se candidatar a receber o preview e também as novidades
https://www.microsoft.com/en-us/server-cloud/sql-server-on-linux.aspx

Vale lembrar que o SQL Server encontra-se à frente da Oracle no último quadrante mágico (http://www.gartner.com/technology/reprints.do?id=1-2PMFPEN&ct=151013&st=sb)

Abraço,

Demétrio Silva

 

Fala galera, decidi criar este post justamente por ser muito comum eu chegar em um cliente e o mesmo afirmar que o vendedor do storage falou para ele que discos de 2.5 são mais rápidos do que os de 3.5 por precisar rodar menos para obter os dados.

Sim! Sim, vocês leram bem, mas por mais que isso parece exagero eu tenho escutado muito dos clientes que discos de 2.5 de 10K RPM são mais rápidos do que os discos de 3.5 de 15K RPM. A principal afirmação dos vendedores é que discos menores leem os dados mais rápido.

Bem, sempre falei para meus clientes que não existia relação alguma entre isso mas nunca havia conversado com algum especialista em storage para me dar uma referência um pouco mais detalhada sobre o assunto. Conversando com um amigo na especialista em storage, que participou de projetos de storage da IBM em órgão público onde obteve prêmio de melhor parceiro IBM da America Latina, ele me explicou um pouco mais sobre o assunto e irei compartilhar o texto que ele me enviou:

“É uma comparação difícil de ser feita. Os discos de 2.5 foram concebidos para serem econômicos (energia e espaço). As primeiras gerações inclusive vinham com pouca cache.

São discos feitos para situações distintas. Os de 3.5, por serem maiores podem acomodar mais “pratos”, mas requerem mais energia. Então hoje é mais comum ver esses discos apenas com grandes capacidades. É difícil encontrar discos similares para se comparar, pois cada um foi concebido com um propósito.

Já foram feitos testes para ver se há alguma diferença de desempenho entre discos de 2.5 e 3.5 de um mesmo fabricante (Hitachi) e com características similares. Os de 3.5 se saíram um pouco melhores em termos de desempenho (IOPS e MB/s). Mas os discos de 2.5 têm muitas vantagens, como baixo consumo de energia, pouca dissipação de calor e ,claro, ocupam menos espaço.

Nada garante que o mesmo teste realizado com discos de outro fabricante vai dar resultados iguais.

Segue link com um teste: http://www.tomshardware.com/reviews/enterprise-storage-sas-hdd,2612.html“.

É isso aí pessoal, mais um mito desfeito.

Abraço,

Demétrio Silva


Olá pessoal,

A dica de hoje é sobre a Collation que deve ser usada para instâncias que suportam o SharePoint.

Para os bancos de dados a Microsoft dá suporte exige que a collation seja Latin1_General_CI_AS_KS_WS.

Já no caso da instância qualquer collation com CI é suportada, porém, é recomendado o uso da collation Latin1_General_CI_AS_KS_WS.

Embora outras collations CI sejam suportadas, minha dica é sempre usar a collation Latin1_General_CI_AS_KS_WS na instância.

Mais informações em https://support.microsoft.com/en-us/kb/2008668

Abraço,

Demétrio Silva